Estados Depressivos

O estado depressivo é considerado patológico quando não está a servir para reestabelecer uma função de adaptação, isto é, quando extremamente severo ou de longa duração.

 

Os fármacos poderão, numa determinada fase, ser importantes, mas são incapazes, por si só, de levar a pessoa-cliente a desenvolver habilidades para resolver os seus problemas, bem como de levar a mesma a superar o seu estado depressivo.

 

A pessoa-cliente, num estado depressivo, considera que os seus pensamentos, sentimentos e experiências negativas são imutáveis, assim como as experiências externas; o hipnoterapeuta faz com que a pessoa-cliente se aperceba que as situações ao seu redor estão em constante modificação e que esta também pode reagir de maneira diferente a essas alterações do meio externo. O hipnoterapeuta despertará na pessoa, através do seu inconsciente, novas expectativas optimistas, direccionadas para a mudança, o sucesso e a felicidade.

 

Em geral o método terapêutico consiste em:

·         Relaxamento muscular (já por si uma modificação)

·         Redução da ansiedade

·         Extinção da ruminação negativa

·         Estabelecimento de espetativas positivas

·         Projeção da pessoa para contextos positivos e optimistas

·         Criação de opções de escolha.

 

Em suma, o processo  hinpoterapêutico em estados depressivos, consiste em demonstrar à pessoa-cliente que as limitações que pensa ter são resultado de uma história que conta a si mesma e que pode mudar essa história a qualquer momento.

 
 

Contactos

Hipnose Clínica | Carla Maia
 

Rua Serpa Pinto, n.º 117 - 1.º Fr., 2300-592 TOMAR

Tel: 936 590 300

Email: hipnose@carlamaia.pt